Sensor Indutivo e Arduino: Construindo um Contador de Peças

1.839 views

O Sensor Indutivo de Proximidade

O Sensor Indutivo é capaz de detectar a proximidade de objetos metálicos através do seguinte funcionamento:

Um campo magnético variável é gerado na extremidade do corpo do sensor através de um oscilador junto com uma bobina. Quando um material metálico penetra este campo, parte deste campo é absorvido pelo material, assim o circuito de sensoriamento detecta esta alteração mudando o estado da saída do sensor para nível lógico alto ou baixo.

Os sensores podem ser normal aberto (NA) ou normal fechado (NF) e de polaridade NPN ou PNP. Veja os exemplos abaixo para os tipos NPN – NA e NF:

Para o sensor tipo NPN alterar o seu estado de saída, será enviado um sinal positivo, assim se a configuração for normal aberta (NA) a chave será fechada e o nível lógico de saída será 0 com relação ao terra. Veja o exemplo abaixo:

Sensor Indutivo: Abertura (NA)

Para o sensor indutivo tipo NPN alterar o seu estado de saída, será enviado um sinal positivo, assim se a configuração for normal aberta (NF) a chave será aberta e o nível lógico de saída será 1 com relação ao terra. Veja o exemplo abaixo:

Sensor Indutivo: Abertura (NF)

O sensor indutivo de proximidade pode ser utilizado em:

– Contadores de peças metálicas;
– Chave fim de curso;
– Aplicações para medir velocidades;
– Detecção de partes metálicas

Circuito

Neste circuito contador além do sensor indutivo e Arduino, utilizaremos um display LCD 16×2 para indicarmos o número da contagem.

Material Utilizado

1 Unidade – Arduino Uno;
1 Unidade – Display LCD 16X2;
1 Unidade – Sensor de Proximidade Indutivo NPN;
1 Unidade – Protoboard 830 pontos;
1 Unidade – Resistor de 1KΩ;
1 Unidade – Jumper Macho – Macho;
1 Unidade – Potenciômetro 10k.

Compre o KIT Completo para este projeto com desconto especial: Kit Contador de Peças

Circuito Contador de Peças
Circuito: Contador de Peças

 

Obs: Foi utilizado um sensor NPN normal aberto (NA).

Passo-a-Passo Contador de Peças

Programa

Explicando o Programa

Neste trecho foi incluída a biblioteca do display de cristal líquido #include <LiquidCrystal.h> e também inicializado declarando os seus pinos LiquidCrystal lcd(12, 11, 5, 4, 3, 2).

A seguir foram declaradas as variáveis sinal (ligado ao pino 7), sensor, i e conta que serão utilizadas durante o programa.

Em  void setup() o display de cristal líquido é configurado lcd.begin(16, 2) e o pino sinal também foi configurado como entrada pinMode (sinal,INPUT)uma vez que ao detectar uma peça metálica o sensor enviará um sinal (nível lógico baixo) para este pino.

A partir de void loop() o programa principal é inicializado enviando a mensagem CONTADOR DO BAU na coluna e linha 0 lcd.setCursor(0,0),lcd.print(“CONTADOR DO BAU“) em seguida é enviada a mensagem PECA: na coluna 0 e linha 1 lcd.setCursor(0, 1), lcd.print(“PECA:”).O valor da variável i será enviado para o display na coluna 6 e linha 1 lcd.setCursor(6, 1), lcd.print(i), lembrando que inicialmente o valor dessa variável será 0, pois na declaração foi definido com este valor.

Logo em seguida o valor do pino sinal é lido e enviado para a variável sensor sensor = digitalRead(sinal), lembrando que este pino está recebendo o sinal do sensor, ou seja, nível lógico 0 peça metálica detectada, nível lógico 1 peça metálica não detectada.

Enquanto a peça metálica não for detectada o pino ficará lendo o sinal enviado pelo mesmo

Quando a peça metálica for detectada a condição acima não será satisfeita, assim passando para a próxima condição, ou seja, enquanto a peça estiver sendo detectada, o pino ficará lendo o sinal enviado pelo sensor

Assim que a peça passa pelo sensor a condição acima não é mais satisfeita, desta forma a variável i é incrementada assim incrementando a contagem e enviando para o display.

Envie seu projeto para nós usando a hashtag #ProjetoComBau e visite nossa loja

(Visited 1.624 times, 4 visits today)